08/06/2017

A Arte da Leitura

Olá vizinhas ...

Hoje venho falar de um assunto que eu tenho verdadeira paixão ... 

                                                     Livros ...

Não sei quando começou ...mas tenho certeza que virou paixão... instagram @casamentoludico, logo, logo, gravo vídeo da biblioteca, e começo a fazer resenhas das minhas leituras e indicações, pra gente trocar figurinhas.

Lembro-me de quando estava na adolescência e os professores levavam a turma para a biblioteca e eu me encantava por aquele mundo. Pegava um livro, começava a leitura e como não tinha agilidade para ler rápido sempre deixava o livro para continuar na próxima semana,mas nunca encontrava o mesmo livro para continuar a leitura e como sempre anotava no caderno, tinha o titulo e o autor e quando o professor passava no começo do ano a lista de livros para resenha do mês eu sempre colocava um ou outro título dos que não tinha terminado a leitura e ficava toda feliz quando chegava os livros em casa.


No ensino médio comecei a me encantar pelos romances de banca e sempre que sobrava um dinheirinho comprava um livrinho  usado em uma banca de jornal no bairro de Santo Amaro, zona sul de SP, que o preço era mais acessível e assim ia aumentando meu encantamento e os livros para intercalar quando repetia as leituras.


Fiquei adulta, comecei a namorar com meu marido e quando ele perguntou um presente que queria ganhar, não hesitei e disse que queria a assinatura dos romances Julia e Sabrina, tirei a sorte grande e ganhei assinatura de dois anos e assim continuei com meu encanto.


Hoje não assino mais, porém sempre compro os livros nas bancas, nas livrarias, nos sites, baixo ebooks ...


Tenho sempre um livro na mão, na bolsa, no celular.... 

Sempre falo que são meus companheiros de todos os momentos e fazem parte da minha vida.


Não consigo entender quando uma pessoa diz que não gosta de ler, que não gosta de livros, gente, esse universo é mágico, é o melhor antidepressivo que encontrei, uma companhia nas noites insones, nos dias turbulentos assim como nos dias de leveza, como diz uma propaganda de tempos atrás, Quem Lê, Viaja.... 



E é verdade, você conhece lugares sem sair da sua poltrona, você adquire conhecimentos e momentos prazerosos.


Costumo dizer que livro e igreja tem para todos os gostos, o importante é não deixar de procurar e encontrar-se.




Marido fica com ciumes, tadinho ... mas se foi ele que sempre apoio esse encantamento e ajudou a alimentar